O 14.º Congresso Nacional, comemorativo dos 25 anos da existência dos Centros de Formação de Associação de Escolas, (CFAE), ocorreu nos dias 19 e 20 de outubro de 2018, na Fábrica de Santo Thyrso, em Santo Tirso.

Depois da abertura oficial, prenhe de tão ilustres convidados, como a Srª Secretária de Estado Adjunta e da Educação, o Sr. Secretário de Estado da Educação, a Srª Diretora Geral da DGAE, o Sr. Diretor Geral da DGE, a Srª Diretora Geral da DGEsTE, a Srª Sub Diretora da DGEEC, entre muitos outros, fomos brindados na primeira intervenção, com a desmitificação da importância dos exames nacionais num excelente enquadramento da implementação da Autonomia e Flexibilização de Curricular (AFC) pelo Doutor João Costa.

Na comunicação seguinte, o Doutor Sérgio Machado dos Santos realçou e enalteceu o papel dos CFAE como um dos pilares mais destacáveis promoção da formação contínua de professores no país, mais uma intervenção singular e marcante para futuras investigações na área da formação contínua de docentes. Carlos Abreu, o moderador, concluiu e bem, em nossa opinião, que está lançada uma base forte de reflexão e discussão, em torno deste tema.

Na Mesa seguinte, A formação contínua promovida pelos CFAE – Atores e desafios, a primeira intervenção, coube ao Dr. Eduardo Lemos, Presidente da Direção do Conselho de Escolas que destacou o papel dos CFAE em contexto sócio económicos muito adversos, acrescentando que só subsistiram graças ao apoio das escolas associadas e à capacidade criativa dos seus Diretores. Seguiu-se o Doutor Rui Trindade, Presidente do Conselho Científico Pedagógico da Formação Contínua de professores (CCPFC), reforçando os futuros desafios que são propostos aos CFAE. A Dr.ª Susana Castanheira Lopes, Diretora Geral da DGAE,  abordou o apoio técnico proporcionado pela DGAE, destacando o seu papel de monitorizadores e de mediadores da ação dos CFAE, enaltecendo a capacidade colaborativa destas instituições associativas. A Doutora Antónia Barreto fez uma interessante e marcante viagem pelo processo de avaliação externa dos CFAE, iniciado no ano anterior e, por último, a intervenção da Dr.ª Marta Alves, Diretora do CFAE, CENFORMA fez uma excelente apresentação de atividades e capacidades evidenciadas pelas recém criadas Secções de Formação e Monitorização (SFM). O moderador Dr. Joaquim Raminhos, Representante CFAE de Lisboa e Vale do Tejo, referiu o momento de festa e celebração dos CFAE vincando o seu contributo para a construção de um imenso património pedagógico, realçando ainda a teimosia, a coragem e a persistência destas entidades ao longo destes 25 anos.

As 5 regiões do país deram o seu contributo no Congresso organizando os seguintes ateliês:

  • Ambientes de Aprendizagem Inovadores- a operacionalização coordenados pela Dr.ª Maria Luísa Moreira e Dr. Miguel Castro, do CEFOPNA; do ALENTEJO;
  • O Trabalho em REDE e os seus reflexos na atividade dos CFAE dinamizado pela Dr.ª Isabel Serra, CFAE EDUFOR;
  • e- Projetos Pedagógicos Inovadores, a cargo dos Dr. Adelino Calado, da Escola Secundária de Carcavelos, Dr.ª Eugénia Tavares da Escola da Ponte, Dr. Luís Fernandes do Agrupamento do Freixo e Dr.ª Sara Andrade do Agrupamento de Atouguia da Baleia ficando a coordenação sob a responsabilidade da Dr.ª Olga Morouço, do CFAE LEIRIMAR.

Depois da apresentação e apropriação das muito interessantes e conclusões dos ateliês, tivemos um momento de nostalgia para uns, de dever cumprido para outros com o visionamento do Filme sobre os 25 anos dos CFAE. Um filme produzido pelos CFAE com muito interesse para as suas comunidades educativas. Lindo! Sugere-se o seu visionamento.

No segundo dia, foi lançado às escolas o repto de produzirem mais uma reflexão profunda sobre a Autonomia e Flexibilidade Curricular (AFC), e tivemos o prazer de receber a respetiva mãe, a Doutora Ariana Cosme que nos presenteou com uma excelente reflexão, apontando a necessidade de fazermos um trabalho assente em cada realidade local, destinada a essa mesma realidade., ou seja de nós para nós desfazendo os nós que posam impedir o avanço de tão importante estratégia para a Educação em Portugal.

O tão falado Decreto-Lei nº 54/2018 abordado pelo Dr. Filinto Lima que realçou o papel das escolas no acompanhamento dos alunos especiais destacando o que falta assegurar a estes mesmos alunos aquando a saída da escolaridade obrigatória.

Para concretizar o quadro de referência do Perfil dos Alunos à saída da Escolaridade Obrigatória tivemos a abordagem das aprendizagens essenciais sublinhadas pelo Dr. José Vítor Pedroso, Diretor Geral da DGE. Na sua mensagem destacou ainda o que é necessário termos em conta que o sucesso dos alunos é também condicionado pelos espaços, e para falar das salas de aula como espaços inovadores e inspiradores ninguém melhor que a Doutora Neuza Pedro, docente do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

Esta mesa redonda foi excelente e sabiamente moderada pelo homem da TSF, Fernando Alves, que abordou de forma muito familiar estes temas atuais e tão importantes para a escola portuguesa. Se já tínhamos um parceiro da rádio foi reforçada esta cumplicidade do Fernando Alves.

O Doutor Álvaro José Brilhante Laborinho Lúcio enfeitiçou-nos com a sua intervenção subordinada ao tema Educar para a Cidadania e Cultura Democrática. Todavia, o moderador, Doutor Carlos Magno, foi também muito assertivo e também BRILHANTE; como tina sido BRILHANTE a intervenção do Doutor Laborinho Lúcio. As palmas sistemáticas e o levantar da cadeira pelos dos cerca de 250 ouvintes atestam o brilhantismo referido.

Depois de ouvir o testemunho de muitos dos participantes, não há dúvidas de que o 14.º Congresso Nacional dos Centros de Formação de Associação de Escolas decorreu de forma excelente e será dinamizador e disseminador do percurso de 25 anos de trabalho e dedicação de todos quantos trabalharam nestes 25 anos nos e para os CFAE, ou seja, para os alunos deste país.

Um grande agradecimento à amigabilidade e disponibilidade incondicional de toda a equipa do Município de Santo Tirso, superiormente supervisionada pela Vereadora da Educação e Cultura, Dr.ª Sílvia Tavares.

A Escola Profissional de Fermil e a Escola Profissional Conde São Bento também estão de parabéns, por todo o apoio logístico e pela qualidade do trabalho desenvolvido com os seus alunos, visualizado e apreciado também pela qualidade e sabores das excelentes refeições confecionadas e superiormente apresentadas. Para abrir os apetites, tivemos uma deliciosa sopa colorida no 1.º almoço terminando com um saboroso arroz de pato no 2.º almoço, sempre regados pelos afamados vinhos de Basto e Tirsenses, produzidos nas respetivas escolas.

Os CFAE estão de parabéns, Os seus Diretores estão de Parabéns, os ALUNOS estão de Parabéns, enfim, todos os participantes estão de parabéns !!!!!!!

Bem hajam, todos!

PS:   Aguardamos a publicação das Atas do 14.º Congresso, a última versão do filme e a Revista Digital alusiva aos 25 anos de atividade dos CFAE.

Recomendamos a leitura do livro Formação Contínua de Professores em Portugal: de ontem para amanhã. Uma interessante compilação de textos de vários e destacados autores da especialidade.