Por solicitação da Dr.ª Michèle Mombeek, a DGAE, através da EPIF (Equipa de Projetos Internacionais e Formação) organizou, no passado dia 6 de junho, pelas 10h, uma visita à Escola Secundária de Cacilhas Tejo e ao Centro de Formação de Associação de Escolas AlmadaForma, em Almada.

Participaram na visita a Sr.ª Diretora-Geral da Administração Escolar, Dr.ª Maria Luísa Oliveira,  a Dr.ª Michèle Mombeek,  Chargée de Mission da Direction des Relations Internationales, do Ministère de la Fédération Wallonie-Bruxelles e a Sr.ª Halart Véronique do mesmo ministério, e ainda a coordenadora da EPIF, D.ª Lília Vicente.

O objetivo da visita foi dar a conhecer dinâmicas de formação de adultos em Portugal, tendo-se, para o efeito, estabelecido e concretizado um plano de trabalho em que, num primeiro momento, foi apresentada e discutida uma visão diacrónica de enquadramento, bem como das práticas e processos formativos relativos à Educação de Adultos, designadamente, os programas e processos de validação e certificação de competências, no âmbito do Centro de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências  (RVCC), do Centro de  Novas Oportunidades (CNO), do Centro de Qualificação e Ensino Profissional (CQEP) e do recente Centro Qualifica, um centro de excelência, de elevado reconhecimento local e central pela qualidade do trabalho e serviço prestados.

Num segundo momento, a Diretora do CFAE, Dr.ª Maria Adelaide Silva, a sua assessora Pedagógica,  Dr.ª Cristina Loureiro dos Santos, e o formador, Dr.  João Mouro, apresentaram o Projeto do Centro de Formação Almada Forma , um centro de reconhecido mérito pela qualidade do serviço de Formação Contínua de Professores prestado, há já várias décadas. Nesta apresentação procedeu-se ao enquadramento, à contextualização do Projeto de Formação e à caraterização das práticas e processos formativos, com um enfoque particular nos processos de formação a distância centrados nas tecnologias de informação e da comunicação mas também aplicadas às ciências da especialidade.

Em termos genéricos, foi possível tanto aos elementos portugueses como aos belgas conhecer, analisar e discutir boas práticas de formação de adultos em Portugal, em diferentes níveis de análise, e, desse modo, responder com qualidade à solicitação do Ministère de la Fédération Wallonie-Bruxelles cujos elementos presentes fizeram questão de apresentar o seu elevado nível de satisfação e de apreço pela experiência proporcionada.

 

Equipa de Projetos Internacionais e de Formação (EPIF)