Johann Heinrich Pestalozzi foi um pedagogo suíço pioneiro na defesa do método intuitivo aplicado à educação, defendendo o princípio de que a aprendizagem é, antes de mais, o produto da observação, ou seja, da perceção, devendo promover o desenvolvimento das competências individuais dos alunos, levando-os a pensar por si próprios e a serem autónomos.

O Conselho da Europa, porque defensor dos valores universais que são os Direitos Humanos, a Democracia e o Estado de Direito, desenvolve ações com vista à sua salvaguarda, nomeadamente através do seu Programa Pestalozzi destinado à formação de profissionais da educação.

Assim, direcionado a estes profissionais, de 4 a 7 de outubro de 2016, em Estrasburgo, aconteceu o módulo A do curso de formação de formadores Pestalozzi “Fortalecer a Educação para a Democracia”, no qual foram trabalhadas as competências para a democracia através de TASKs (transversal attitudes, skills and knowledge – atitudes, competências e conhecimento transversais) e, nestas, a educação para um desenvolvimento pessoal, cidadania e diálogo intercultural.

Coube à DGAE, na qualidade de agente nacional de ligação do Programa Pestalozzi do Conselho da Europa para Portugal, proceder à organização da realização em Portugal do Modulo B do referido Curso de Formação de Formadores.

Dada a logística implícita à sua organização, foi delegada à Equipa de Projetos Internacionais e de Formação (EPIF) a responsabilidade de tal tarefa.

Neste Módulo B, em continuação do Módulo A, estiveram presentes os mesmos participantes de Estrasburgo.

O evento, que decorreu, entre o dia 29 de maio e o dia 3 de junho de 2017, no Seminário de N.ª Sr.ª de Fátima, em Alfragide, contou com 38 participantes: 7 elementos ligados ao secretariado e formadores e 31 participantes oriundos de 26 países (Albânia, Arménia, Áustria, Bielorrússia, Bélgica, Federação da Bósnia Herzegovina, República da Sérvia, Bulgária, Croácia, Chipre, França, Geórgia, Grécia, Itália, Lituânia, Malta, Montenegro, Polónia, Portugal, Roménia, Federação Russa, San Marino, República da Eslováquia, Espanha, Turquia e Ucrânia), o que permitiu trocas de experiências e de aprendizagens com um enriquecimento que passa pelo contacto e pela construção de novas ferramentas pedagógicas.

A sessão de abertura esteve a cargo da Sr.ª Secretária de Estado Adjunta e da Educação, Professora Doutora Alexandra Leitão, que dirigiu uma mensagem de boas vindas aos participantes.

Equipa de Projetos Internacionais e de Formação (EPIF)