No período que decorreu de dezembro de 2016 a março de 2017, a DGAE, através das suas direções de serviços (DSCI, DSGRHF, DSJC) dinamizou sessões temáticas descentralizadas com vista a estabelecer uma maior proximidade com as diferentes Unidades Orgânicas (UO) e com os Centros de Formação de Associação de Escolas (CFAE).

Estas sessões envolveram um total de 1078 participantes de 548 UO, 23 diretores de CFAE e 9 representantes das Delegações Regionais da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE).

Dada a especificidade da sua área de atuação, a DGAE  pretendeu com as sessões temáticas a observância das suas atribuições , nomeadamente no que se refere a garantir uma eficiente comunicação e disponibilização da informação relevante, tendo em conta a sua missão e visão, no que concerne a algumas áreas da gestão dos recursos humanos, contribuindo para o esclarecimento das questões mais frequentemente suscitadas pelas escolas e pelos docentes e colaborar numa ótica de proximidade com as escolas na uniformização de procedimentos.

Ao longo das 15 sessões dinamizadas em maio e junho de 2015, foram abordados temas como “aplicações informáticas e concursos”, “critérios de contratação de escola/BCE”, “habilitações para a docência” e “avaliação de desempenho/gestão de carreiras”). As 17 sessões realizadas, entre dezembro de 2016 e março de 2017, organizaram-se de acordo com as seguintes temáticas:

Sessões temáticas

Numa ótica de menor dispersão de recursos, relativamente à experiência anterior, e considerando a distribuição geográfica das unidades orgânicas no território nacional do continente, as sessões temáticas realizadas, neste ano letivo, decorreram nas cidades de Coimbra, Porto, Faro e Lisboa, dando continuidade à uniformização de procedimentos, através do esclarecimento de questões que são frequentemente colocadas pelos diferentes atores educativos.

Distribuição geográfica dos encontros temáticos

Sessões temáticas

Os 17 encontros foram realizados nas quatro regiões do país, nas seguintes datas:
Sessão temática 2

Atendendo à densidade territorial das UO, o maior número de encontros decorreu no Porto (seis) e em Lisboa (cinco) correspondendo, respetivamente, a 35% e 29% do total de sessões realizadas. Saliente-se que, em 2015, se realizaram  mais dois encontros na região Centro (Coimbra).

Tabela 2Gráfico 1

A metodologia seguida em cada encontro temático, permitiu a possibilidade dos dois convidados por UO, poderem assistir às quatro temáticas pré-definidas, repetidas em 2 sessões.

Na avaliação global das sessões, poder-se-á afirmar que a pertinência, a qualidade, o contributo para o desempenho do cargo e a avaliação global, é claramente muito boa.

Gráfico 1

Considerando o total das respostas relativas à avaliação global das sessões temáticas, há uma clara predominância da atribuição de muito bom.

Esta avaliação positiva pode ser reiterada pelas sugestões feitas pelos participantes que referiram tratar-se de uma iniciativa muito pertinente e de grande utilidade, sugerindo a realização de mais sessões, mais descentralizadas, com maior duração e maior diversidade de temas.